O Facebook Morreu? Não desista ainda dessa plataforma!

Atualizado: Mar 6

A redução do alcance das postagens orgânicas, a migração dos usuários para o Instagram e o histórico de vazamento de dados, tudo isso faz com que surja uma dúvida na mente dos empreendedores: o Facebook morreu?

A resposta é sempre não! Com a média de 2,2 bilhões de usuários mundiais e 127 milhões de usuários brasileiros, o Facebook é, ainda hoje, a plataforma mais utilizada em nosso país. Além disso, grandes marcas e empresas continuam utilizando o gerenciador de anúncios para converter leads aos seus respectivos e-commerces.

Logo, se você deseja descobrir as melhores estratégias para utilizar essa plataforma, aumentar os seus resultados e, consequentemente, ter certeza da resposta para a pergunta “o Facebook morreu?”, continue lendo esse texto para ter em mãos os conhecimentos necessários.


O Facebook morreu para quem?

O alcance orgânico de publicações realmente caiu e isso é intencional. O Facebook se tornou uma plataforma de notícias e conteúdos. Se você não produz conteúdos diariamente ou se não tem um engajamento muito alto, a probabilidade da sua publicação não passar pelos olhos dos seus seguidores é muito alta, exatamente para que você invista em anúncios e patrocínios. Portanto, não tem como fugir: os anúncios precisam estar inseridos nas suas estratégias, caso queira converter leads e vendas para o seu negócio.

Ainda que exista um número bastante significativo de usuários dentro do Facebook, é importante ter em mente quem são esses usuários. Pois assim, você consegue aproveitar da melhor maneira possível esses usuários.

Não é mito que o Facebook ficou para os tiozões. Realmente, os usuários dessa plataforma tem maior idade, principalmente acima de 35 anos e do sexo masculino. Enquanto no Instagram, os usuários com menos de 35 anos e do sexo feminino são os que reinam. E essa informação é crucial na hora de desenvolver os anúncios da sua empresa. Uma vez que anúncios somente darão certo e converterão vendas se você direcioná-los ao público certo.

VOutro detalhe importante é que o Facebook e Instagram não devem ser tratados como rivais. O público que não está em uma plataforma está na outra. E são terras do mesmo dono.


Qual o tipo de anúncio que realmente morreu no Facebook?

Seu dinheiro só vai escorrer pelo ralo por dois motivos: por falta de conhecimento do público e por falha na escolha do anúncio. Agora você já sabe quem está no Facebook e quem tem chances de realmente comprar o seu produto. O que falta é conhecer quais os anúncios funcionam e quais já morreram e devem ser excluídos da sua lista.


01. Stories

Olha, você já deve ter visto muitos especialistas por aí dizendo o quanto investir em Stories dá retorno, o quanto esse recurso está em alta. Porém, essas informações são restritas ao Instagram. Lá, eles tem mais de 1 bilhão de usuários ativos mensalmente e 500 milhões acessando todos os dias o Instagram Stories. Já no Facebook, o Stories não funciona bem assim. Os usuários ainda não se adaptaram, então, os anúncios não são válidos.


02. Carrossel

Muitas empresas utilizam o modelo de anúncio carrossel e, possivelmente, você já deve ter visto muitos deles por aí. Porém, no Instagram, ele possui uma funcionalidade muito maior, uma vez que os usuários já possuem o hábito de rolar o dedo para ver o conjunto de imagens ou vídeos produzidos pela marcas e pessoas que seguem. No entanto, no Facebook, ele pode não ser uma boa escolha e o dinheiro investido pode não converter os números que você deseja.


03. Dark post

O Facebook morreu também para o Dark post? Ao contrário de todos os modelos de anúncios citados anteriormente, o Dark post entrega muito mais resultados quando aplicado no Facebook. Por nome, poucas pessoas sabem realmente qual é esse tipo de anúncio, mas vou explicar de uma forma clara. O Dark post são aquelas postagens que aparecem com o título de “patrocinada”, mas quando você entra na página da empresa, eles não estão por lá. Sim, anúncios fantasmas.


04. Imagem única

Esse é o modelo mais simples e comum dentro do Facebook. Além disso, é o que entrega maior engajamento e alcance. Basicamente, o anúncio de imagem única é um banner com uma imagem ou vídeo e um texto. Nele, os usuários deverão clicar no botão e ir para um site ou e-commerce, por exemplo.

Agora você já sabe também que o Dark Post e o Imagem Única são os formatos de anúncios que possuem maior resultado dentro do Facebook. Conhecendo os públicos e os formatos, você tem mais de 90% de chances de desenvolver anúncios cada vez mais assertivos e lucrativos, logo, comprovar que o Facebook não chegou ao fim.

Espero que esse conteúdo tenha te ajudado a entender como aproveitar até o último segundo essa plataforma para converter leads e vendas para o seu negócio. Vou deixar aqui alguns outros textos que irão complementar o seu aprendizado sobre anúncios no Facebook Ads:

– Existem mais de 25 milhões de perfis comerciais no Instagram;

Fundamentos básicos do Facebook Ads e Instagram Ads

Como acelerar as vendas online: gatilhos mentais, CTA’s e Copy

Te espero lá!



Sobre o autor:

Artigo produzido em parceria com a E-commerce Rocket